Governo do RN inicia distribuição de palmas forrageiras para agricultores potiguares

Por Erivan Camara 26/01/2018 - 09:03 hs

O programa de distribuição de mudas de raquetes de palmas forrageiras ao pequeno produtor rural do Rio Grande do Norte é uma importante ação do Governo do RN, para amenizar os efeitos da seca no estado. Este ano a iniciativa ganha maior proporção, graças a sua inclusão no Programa Governo Cidadão, viabilizada por meio do acordo de empréstimo com o Banco Mundial, que disponibilizou R$ 724.000,00 para aquisição das palmas que serão distribuídas.

Para Guilherme Saldanha, titular da Secretaria Estadual da Agricultura, o projeto é de extrema importância para o desenvolvimento socioeconômico potiguar, pois oferece condições a população rural de convivência com a seca. “O cultivo da palma forrageira permite ao pequeno produtor a viabilidade da manutenção do seu rebanho, principalmente em tempos de seca severa, reduzindo seus custos e consequentemente sua demanda por recursos hídricos”, enfatiza o secretário.

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte - Emparn, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN - Emater e o Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN – Idiarn, órgãos vinculados a Sape, também participam diretamente de toda ação. A distribuição das mudas de palmas para multiplicação nas propriedades de agricultores tem sido muito bem aceita e solicitada pelos municípios.

Ao todo serão distribuídas 2,7 milhões de raquetes de palmas forrageiras, dos tipos Orelha de Elefante Mexicana e Miúda, espécies mais resistentes a praga cochonilha do carmim (Dactylopius coccus, Costa), comum em nossa região. Inicialmente será feita a entrega de 1,4 milhão de mudas, que beneficiarão cerca de 1.700 produtores rurais do Rio Grande do Norte.

A distribuição será iniciada pelos municípios de Mossoró e Assú. Posteriormente serão contempladas as regionais de Pau dos Ferros, Caicó, Currais Novos, Santa Cruz, João Câmara, São José de Mipibú e São Paulo do Potengi. Em uma segunda etapa, outras 1,3 milhão de mudas serão distribuídas assim que o processo licitatório for finalizado, o que deve ocorrer em breve.

Saiba mais
A palma forrageira (Opuntia ficus-indica) e uma espécie exótica com potencialidades para o semiárido brasileiro, como fonte de alimentação para bovinos, caprinos e ovinos. Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, atualmente, a palma forrageira faz parte da base alimentar dos rebanhos de zonas áridas e semiáridas. Características como alta palatabilidade, produção de biomassa e resistência à seca fazem dessa planta um alimento valioso para os rebanhos desta região. No Semiárido brasileiro, é cultivada em larga escala e usada ao longo do ano, constituindo-se num componente fundamental para a sustentabilidade de importantes bacias leiteiras do Nordeste. via RN Destaque