Com 33 assassinatos, RN iguala fins de semana mais violentos da história

Homicídios foram registrados entre a noite da sexta (26) e a noite deste domingo (28). Segundo o Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO), 190 pessoas já foram mortas este ano no RN, média de 7 casos por dia.

Por Erivan Camara 29/01/2018 - 11:09 hs

Com 33 assassinatos, RN iguala fins de semana mais violentos da história
Em menos de 1 mês, 190 pessoas já foram assassinadas no RN (Foto: Marcelino Neto/O Câmera)

O fim de semana foi violento no Rio Grande do Norte. Segundo o Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza e analisa crimes contra a vida – 33 pessoas foram assassinadas entre a noite da sexta (26) e a noite deste domingo (29) no estado.

Além de ser o mais sangrento do ano, ainda de acordo com o OBVIO, este fim de semana registrou o mesmo número de mortes dos finais de semana que mais registraram homicídios na história do RN. Ano passado, houve três fins de semana com 33 homicídios. A exceção foi o fim de semana de 13 a 15 de janeiro de 2017, que registrou 44 assassinatos, incluindo os 26 mortos durante o massacre de Alcaçuz.

G1 solicitou um posicionamento da Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) sobre a violência no estado, mas ainda aguarda um retorno.

Um dos crimes que chamou a atenção foi um triplo homicídio ocorrido na praia da Redinha Nova, em Extremoz, cidade da Grande Natal. Na ocasião, uma mulher e dois homens foram mortos, e uma quarta pessoa ficou ferida depois que criminosos invadiram uma residência. O caso aconteceu na noite do sábado (27).

As cidades que registraram homicídios foram:

  • Natal: 7 mortes
  • Extremoz: 6 mortes
  • Mossoró: 3 mortes
  • Patu: 2 mortes
  • São Gonçalo do Amarante: 2 mortes
  • Boa Saúde: 2 mortes
  • Caiçara do Norte: 1 morte
  • Assu: 1 morte
  • Coronel Ezequiel: 1 morte
  • Canguaretama: 1 morte
  • Parelhas: 1 morte
  • Alto do Rodrigues: 1 morte
  • Macaíba: 1 morte
  • Serra do Mel: 1 morte
  • Tangará: 1 morte
  • Guamaré: 1 morte
  • João Câmara: 1 morte

Já na madrugada desta segunda, um sargento da reserva da PM foi morto a tiros ao sofrer uma emboscada. O caso, vale ressaltar, não entrou na contabilidade.

Homicídios em alta

Este ano, ainda segundo os dados do OBVIO, 190 pessoas já foram assassinadas em todo o Rio Grande do Norte, o que representa uma média de 7 mortes por dia. Historicamente, janeiro já é o mês mais violento de todos os tempos. Ano passado, neste mesmo período, foram registrados 184 homicídios.

Ano passado, ao todo, 2.405 pessoas foram mortas no estado, média de 6,5 homicídios por dia.G1RN