COVID-19: Governo abre mais 15 UTIs em Natal, São Gonçalo e João Câmara

Por Blog do BG 02/07/2020 - 15:19 hs
Foto: Elisa Elsie

O Governo do RN colocou em funcionamento mais 15 leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) para assistência aos casos do novo coronavírus (Covid-19) de ontem, 1º, para esta quinta-feira, 02 de julho. A administração estadual, através da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), abriu cinco UTIs no Hospital João Machado, em Natal, que agora passa a ter 20 unidades. Mais cinco UTIs foram abertas no Hospital Maternidade Belarmina Monte, em São Gonçalo do Amarante, que passa a disponibilizar 10 leitos críticos, e outras cinco UTIs foram instaladas no Hospital Regional Josefa Alves Godeiro, localizado em João Câmara, na região do Mato Grande.

Os novos cinco leitos de UTI no Hospital São Luiz, em Mossoró, estão prontos, mas o início do funcionamento foi adiado porque a escala de profissionais está desfalcada por casos de covid. Para suprir estas dificuldades, que ocorrem em todo o Estado, o Governo convocou mais 930 profissionais temporários para assistência à pandemia.

Junto às prefeituras de São Gonçalo do Amarante e de Parnamirim, o Governo também atua para abertura de novos leitos até este final de semana.

“Prosseguimos com um esforço gigantesco para melhorar a estrutura de atendimento. Mas insisto, só abrir leitos não resolve. É imprescindível que a população cumpra o isolamento e o distanciamento social. A situação ainda é grave e ninguém pode relaxar”, enfatizou o secretário adjunto da Saúde Pública, Petrônio Spinelli.

DADOS COVID

Os dados da Sesap desta quinta-feira registram taxa geral de ocupação de leitos 91%. Nas regiões Oeste e Pau dos Ferros a ocupação é de 100%, na região metropolitana de Natal, 83%, Seridó 79,3% e 66% na terceira regional de saúde, na região do Mato Grande que abrange os municípios de João Câmara, Guamaré e circunvizinhos.

A fila de regulação para leitos exclusivos covid tem 38 pacientes e há 19 vagas. Os casos confirmados são 32.578, suspeitos 44.157, descartados 51.041, óbitos 1.095 (9 nas últimas 24 horas) e 173 óbitos em investigação.