LIBERAÇÃO DE LEILÃO NA AMAZÔNIA GERA REAÇÃO INTERNACIONAL

Por Erivan Camara 24/08/2017 - 16:15 hs

O retrocesso ambiental perpetrado por Michel Temer, que nesta quarta-feira publicou um decreto que extingue a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca), na Amazônia, provocou protestos de políticos, ambientalistas, especialistas no setor e até da comunidade internacional; pelo texto do governo, a região de cerca de 47 mil quilômetros quadrados entre o Pará e o Amapá está liberada para extração de ouro e outros minerais nobres; área fechada é maior que a Dinamarca e tem o tamanho equivalente ao do estado do Espírito Santo, ou oito vezes a dimensão do Distrito Federal; a decisão foi classificada como “catástrofe anunciada” pelo coordenador de políticas públicas do WWF Brasil, Michel de Souza continua>>>>