TEMER QUER ACABAR COM O PROGRAMA DE CISTERNAS, PREMIADO MUNDIALMENTE

Por Erivan Camara 20/09/2017 - 16:57 hs

Depois de acabar com a Farmácia Popular e com o Bolsa Atleta, Michel Temer desfere agora ataque contra a população do semiárido nordestino; na proposta de Orçamento para 2018, Temer reduziu em 92% os investimentos no Programa de Cisternas, reconhecido pela ONU com uma das políticas públicas mais adequadas para regiões em processo de desertificação; sem falar que o orçamento do programa para este ano, R$ 248,8 milhões, foi executado apenas 37%; criado em 2003 pelo ex-presidente Lula, o Programa Cisternas já possibilitou que cinco milhões de pessoas da região mais árida do Brasil tenham, ao lado de casa, água potável para consumo humano continua>>>